sábado, 10 de janeiro de 2009

SILÊNCIO E LUTO

A família portista ficou mais pobre com o falecimento de um dos associados mais antigos do Clube, o nº 86 com filiação desde 1943.

Morreu com 85 anos de idade e 66 anos de sócio. Teve por isso a felicidade, sempre bem expressa, de "viver" a maioria dos títulos conquistados pelo nosso FC Porto, bem como o eclodir do famigerado Apito Dourado, com o qual nunca se conformou ao ponto de elaborar um minucioso processo de acompanhamento de todas as peripécias ligadas ao caso, que compilou num conjunto incalculável de páginas, distribuídos por uma boa dezena de grossos volumes.

Face à idade e às já evidentes dificuldades de locomoção raras vezes ia ao Estádio. A última vez que isso aconteceu foi exactamente no dia 20 de Maio de 2007 onde assistiu ao vivo, na minha companhia, à consagração e festa do bicampeonato, com a vitória do FC Porto por 4-1 frente ao Desportivo das Aves. Foi evidente a satisfação e orgulho mais uma vez patenteada, o que me deixou particularmente feliz.

Resta acrescentar que se trata do meu pai, razão pela qual o blog tem estado silenciado em homenagem à sua memória.

Deixou-me um importante espólio clubista, entre o qual a colecção da revista Dragões desde o número um, bem como o dossier acima referido.

Paz à sua alma!

9 comentários:

dragao vila pouca disse...

Junto-me a ti na dor e envio-te os sentidos pêsames.
Um abraço de solidariedade.

Barman disse...

Que descanse em paz e para ti um abraço de solidariedade. Não deixes de escrever, porque com tanto amor devotado ao clube por ambos,o sócio 86 não o ia querer.

Anônimo disse...

Amigo «dragãopentacampeão»:


Quer uma melhor homenagem ao seu progenitor?

Não «falemos» de futebol.

Preferiamos, se não se importa,que reflectisse sobre duas páginas que
«O Jogo» de sábado último (dia 10) dedicou ao andebol portista.

Uma delas (a pág. 34) que faz uma impressionante e bela efeméride (ilustrada com foto da equipa) de uma histórica viagem a Espanha da nossa equipa de 1959.

Que saudades: o Ferra, o Pires, o Coelho, o Dias, o Dr. Augusto, o Campos...


A outra (a pág. 35) já nem tanto.

Porque, se é verdade, o que o «nos-so» presidente relata (sua vivên- cia com, na altura, a modalidade e os seus ídolos), a verdade também, é que (e isso ele não diz), hoje ela só existe graças a dois nomes:

- Mário Gouveia e Abilio Soares.


Como não recorda a «emoção» que lhe deu (chorando, inclusivé, «lá-grimas de crocodilo») quando, após 31 anos de jejum (em 1999), a moda-lidade foi de novo campeão nacio- nal, e, dois anos depois (em 1997) de ele próprio ter dado a sua...
«sentença final» (na sequência de uma zanga com a «Sonae», leia-se Belmiro Azevedo, que a patrocinava)


Bom! «águas passadas...»

Podemos fazer-lhe um pedido?

Será que era possível reproduzir para aqui a foto que ilustra a tal pág. 34?

Possivelmente outro «amigo» de ou- tro qualquer «blog» portista já o fez. Vamos procurar, mas, fica o pedido.


Um abraço e muito obrigado.

Anônimo disse...

Os meus pêsames. Que o nossa equipa saiba honrar a sua memória. Cada grande Portista é uma glória do Clube. Honra às nossas GLÓRIAS.

Dragaopentacampeao disse...

Amigos Dragão Vila Pouca, Barman e Anónimos, agradeço as v/manifestações de solidariedade que me deixou obviamente sensibilizado neste momento difícil que atravesso.

Estou aos poucos readquirindo coragem para voltar a dedicar algum tempo a este espaço que considero também vosso.

Talvez para a próxima semana já consiga encarar essa hipótese.

Quanto ao pedido do Anónimo sobre uma reflexão a propósito do andebol portista publicada no "Jogo" do dia 10, quero informa-lo que de bom grado acederia ao seu desejo se tivesse acesso a essa publicação, já que não sou cliente de jornais ditos desportivos.

Em todo o caso se quiser fazer o favor de ma facultar, terei imenso prazer de tentar a tal reflexão:

dragaopentacampeao@gmail.com

Um abraço

Anônimo disse...

«... se quiser fazer o favor de ma facultar, terei imenso prazer de tentar a tal reflexão ...»

diz o amigo, relativamente ao «rep-to» que lhe fizemos

«... sobre duas páginas que «O Jo- go» de sábado último (dia 10) dedi-cou ao andebol portista ...».


Quem lhe poderá «valer» é o amigo
«dragão vila pouca» que, a pedido idêntico (sobre a foto da equipa que ilustra a reportagem) teve a amavelidade de publicar.

Até porque, dizemos nós, quem pu- blica uma entrevista recente, de meia dúzia de páginas, do «nosso» presidente, tb o fará de uma repor-tagem de... 2 páginas.

Mas, atenção, que o contraste so- bre as incoerências do «nosso» pre-sidente, é da nossa autoria e não vem (... naturalmente) publicado.

Se nos quiser dar a sua opinião...

Entretanto, saudamos o seu «regres-so» já que... a vida continúa, não é?


Um abraço solidário.

Bruno Moreira disse...

com um grito de PARA SEMPRE FCPORTO será certamente isso que o teu pai vai querer ouvir para sempre. Meus sentimentos.

Anônimo disse...

"Os meus pêsames. Que o nossa equipa saiba honrar a sua memória. Cada grande Portista é uma glória do Clube. Honra às nossas GLÓRIAS."
F. Moreira

Caro Amigo:
O seu blogue é indispensável. Todos os portistas precisam dele e de "ouvir" a palavra do seu mentor. Pelo amor que todos temos ao nosso FC Porto, é bom podermos contar consigo.
Força AMIGO, força GRANDE PORTISTA. O seu ente querido e GRANDE PORTISTA será honrado pelo que o Filho possa fazer por nós.
VIVA O FC PORTO! VIVA A MARAVILHOSA MASSA ADEPTA PORTISTA!
Um abraço.
Fernando Moreira - Vila Real

Dragaopentacampeao disse...

Amigos Bruno Moreira e Fernando Moreira, agradeço sensibilizado as V/manifestações de solidariedade.

Como devem calcular não é fácil superar este momento doloroso, contudo o meu amor clubista continuará forte e dentro em breve voltarei, se possível ainda com mais entusiasmo, para honrar a memória de meu pai, um grande portista.

Um abraço.