domingo, 17 de agosto de 2008

CONTRA OS CHORÕES... MAIS DESILUSÕES!

FICHA DO JOGO

Ficou provado que ganhar Taças não é, definitivamente a vocação de Jesualdo Ferreira! Como também não sabe ganhar ao Sporting.

O jogo da Supertaça não foi nada agradável, em termos de futebol, tendo o FC Porto sido o principal responsável ao ter rubricado uma exibição descolorida, frouxa, apagada, sem inspiração, com algum desnorte à mistura, muito longe do que todos esperávamos e que está ao alcance destes jogadores.

Jesualdo fez alinhar a formação que vinha ensaiando, onde só faltou Mariano Gonzalez, afastado por uma gastroenterite de última hora que o reteve na cidade do Porto.

Cedo se notou a dificuldade dos portistas para tomarem conta do jogo, resultado de uma deficiente transposição para o ataque face às constantes perdas de bola a meio campo que resultavam em entregas para os adversários, que sempre melhor organizados foram levando a água ao seu moinho. Rochemback começou a criar perigo em lances de bola parada marcados perto da área. Só por volta da meia hora o Porto deu um ar da sua graça quando Lucho em remate forte e colocado fez a bola esbarrar no poste leonino. Foi o canto do cisne.

Antes de recolher aos balneários para o descanso, os Dragões foram surpreendidos por um lance em que a defesa ficou a ver a "banda passar" para o avançado sportinguista, completamente à vontade, empurrar a bola para as redes de Helton que nada pode fazer.

A segunda parte não foi melhor apesar da tentativa de Jesualdo, com as substituições. Hulk mais trabalhador e mais rematador esteve também muito trapalhão e Candeias apesar de se mostrar inconformado conseguindo duas ou três boas intervenções (foi o responsável pela grande penalidade cometida por Caneira), não foram capazes de mudar o rumo dos acontecimentos. Sapunaru comprometeu ao contribuir de forma decisiva para o segundo golo leonino e até Lucho não foi capaz de transformar em golo a grande penalidade.

Não entendo como Fucile continua a não ser opção, tendo em conta a sua experiência bem como a sua capacidade, que em abono da verdade se encontra acima uns furos de quaisquer dos outros laterais do plantel.

Os menos maus entre os portistas foram Candeias e... Lucho Gonzalez!

Perdeu quem menos fez para ganhar.

3 comentários:

dragao vila pouca disse...

Quando se joga mal não se merece a sorte do jogo. Tudo bem que houveram erros individuais, mas já nessa altura era notória a nossa incapacidade de pegar no jogo e sermos melhores. É também impressionante, que o Jesualdo -para mim a partir de agora e até prova em contrário, o Professor perde Taças - ainda não tenha arranjado maneira de travar o losango leonino. O P.Bento nem precisa - o que é lamentável - de inovar para ganhar ao Porto de Jesualdo.
Mais, como é possível o Farías não ter saído logo ao intervalo? Como é possível Guarín ser trinco -será que todos já vimos isso menos o Jesualdo- e continuar a errar sempre, quando bastava passar o Raúl para o lugar do colombiano e as coisa melhoravam logo?
Benítez nunca vai ser uma ajuda para Rodríguez.
Sapunaru esteve muito mal, mas esperemos que tenha sido só um jogo.
Estou preocupado e apreensivo.Espero que esta semana seja definitivamente clarificadora,sobre saídas,possíveis entradas e Quaresma.
Finalmente: não consigo imaginar este Porto sem Lucho.
Um abraço

vitoriano disse...

A L I G A D A M E N T I R A

dragao vila pouca disse...

Quem for a favor da Reginalização pode passar no meu blog ou no Renovar o Porto e assinar a petição.
Um abraço