sexta-feira, 23 de julho de 2010

JORGE FUCILE, UM JOGADOR À PORTO

O lateral direito uruguaio Jorge Fucile, atleta do FC Porto que esteve em grande no Mundial da África do Sul, tem sido apontado como um forte candidato à mudança de Clube.

Fucile, de resto, já havia confessado a ambição de experimentar novos desafios e até o interesse de jogar em Itália ou Inglaterra.

Aparentemente, depois do seu brilhante comportamento no Mundial, meio mundo andará atrás dele. Pelo menos, os pasquins não deixam de noticiar, quase dia sim dia sim, um novo clube interessado.

Ao que parece muita dessa «informação» é veiculada por um ex-empresário, a quem Fucile não reconhece representação.

Vai daí, o atleta sentindo-se prejudicado na sua imagem, veio a terreiro clarificar a situação, socorrendo-se de uma nota divulgada pela sua assessoria de imprensa:

Não estou desesperado para sair do FC Porto. Estou num grande clube, que me tem dado todas as condições para evoluir e não tenho pressa de sair. Tenho grande respeito pelo presidente, pelo clube, pelos adeptos, e por muito valorizado que esteja o meu passe, nunca me ouvirão dizer que gostaria de jogar neste ou naquele clube, enquanto for jogador do FC Porto.

Uma coisa é dizer que gostaria de experimentar novas sensações, outra coisa, muito diferente, é dizer que pretendo sair do FC Porto. Não sou ingrato e gosto do meu actual clube. Sei que há clubes que estão a demonstrar interesse em contratar-me, o que é bom para mim. Mas no meio de tudo isto há um clube com quem tenho contrato e que merece respeito. O meu e o de outras pessoas.

Gostaria que terminasse o actual show mediático de quem se faz passar por meu representante [Isidoro Gimenez], porque a única coisa que conta é o que eu, o FC Porto, ou o meu representante, Pablo Tomaduz, disser sobre o assunto. Esta é a única pessoa que eu autorizo a representar os meus interesses".

Depois deste esclarecimento, acho que se Fucile ficar, deverá ser um sério candidato à braçadeira de capitão.

Um comentário:

R.M.Silva da Costa disse...

Só posso estar inteiramente de acordo.

Bravo, Fucile.