sábado, 31 de julho de 2010

PARA TRÁS, COMO O CARANGUEJO!

Começou mal para o FC Porto o Torneio de Paris. Derrotado nos últimos minutos, depois de uma exibição confrangedora, AVB deitou as culpas ao calor, ao relvado seco e ao pulmão adversário!

Para mim, que sou um leigo na matéria, mas já vejo futebol há muitas dezenas de anos, soa-me a desculpas de mau pagador.

Se na passada semana, pudemos constatar uma pequena evolução em relação à semana anterior, desta vez, neste jogo, a constatação foi de regressão.

Pouca confiança, falta de qualidade no passe, desconcentração, falta de clarividência e criatividade, ritmo lento e ainda algum deficit físico, foram apenas alguns dos defeitos evidenciados pela maioria dos jogadores portistas que pisaram o relvado do Parque dos Príncipes, contribuindo para uma exibição tão pálida quanto a cor do equipamento alternativo que envergaram, razão pela qual me dispenso de fazer qualquer tipo de apreciação individual.

A derrota, ainda que ao cair do pano, foi um justo castigo para tanta asneirada.

O André Villas Boas vai ter muito que trabalhar para poder dotar o plantel do nível competitivo capaz de encarar o calendário oficial com a ambição que o Clube lhe exige e merece.

No jogo de hoje muito pouco de positivo se pode extrair para além de um ou outro raros momentos mais bem conseguidos. Muito pouco para uma equipa de top.

O próximo jogo disputa-se amanhã pelas 15,45 h, frente ao Girondinos de Bordéus.

Ficha de jogo:

Parque dos Príncipes, em Paris

PSG: Edel; Ceará, Camara, Traoré e Armand (Jallet, 51); Makelele, Chantôme, Maurice (Makonda, 21) e Sessegnon; Kezman e Erding.

Suplentes não utilizados: Coupet, Sakho, Nenê, Touré, Clément, Bodmer, Hoarau, Luyindula e Giuly.

Treinador: Antoine Kombouaré

FC PORTO: Keiszek (Helton, 46); Miguel Lopes, Maicon (Sereno, 63), Rolando e Álvaro Pereira (Emídio Rafael, 46); Fernando, João Moutinho, Guarín (Rúben Micael, 53); Hulk, Falcao (Walter, 63) e Cristian Rodriguez (James Rodriguez, 63).

Suplentes não utilizados: Beto, Sapunaru, Meireles, Varela e Castro.

Treinador: André Villas Boas

Golos: 1-0, Traoré (90 min.)

4 comentários:

Dragão Azul Forte disse...

… “muito pouco”, não gostei, confesso que fiquei apreensivo. Aguardemos, mas a equipa tem de arrepiar caminho.

6012 - Azul desde 1971- disse...

Eu sou caranguejo e não me lembro de andar para trás... Nem creio que a equipa tenha recuado.
Um bom resto de fim de semana e um abraço bem azul de calma ,-)

R.M.Silva da Costa disse...

Só "cheguei" ao Parque dos Príncipes aos 40 m. da 1ª parte.
Longe de mim tirar ilações derrotistas do que me foi dado ver. Seria estupidez.
Todavia, estava mais preparado para ver um filme em estreia e não um algo parecido com o que já antes vira várias vezes...
Veremos, hoje, para formar um juízo menos emotivo.

Dragon Soul disse...

Às vezes que o porto construiu chegou à área com facilidade e o falcão fez remates que obrigaram a defesas difíceis...agora os charutos todos do meio da rua irritaram mesmo...é bom rematar mas com discernimento não é a partir dos 25m armanda a ver se entra...vamos a ver o porto hoje como se apresenta.

Força FCP!