quarta-feira, 26 de setembro de 2007

O MILAGRE DE FÁTIMA!



Palco do Jogo: Estádio Municipal de Fátima - Fátima
Competição: Taça da Liga (Carlsberg Cup)
Hora do jogo: 19,15 h
FC Porto: Nuno; Fucile, João Paulo, Stepanov e Lino; Bolatti, Kazmierczak (Marek Cech 46') e Leandro Lima; Mariano Gonzalez, Farías (Edgar 66') e Rui Pedro (Adriano 46')
Suplentes não utilizados: Ventura, André Pinto, Castro e Tarik
Árbitro: Carlos Xistra (Castelo Branco)
Marcadores: João Paulo e Leandro Lima (nos penaltis)
Acção disciplinar: Cartão amarelo par Marek Cech (78')

E o milagre aconteceu.
Jesualdo Ferreira apresentou hoje em Fátima uma equipa com muitas caras novas e sofreu uma grande humilhação, primeiro ao ser obrigado ao desempate por grandes penalidades e depois, pasme-se, ao ser eliminado pelo modesto Fátima que transformou todas as penalidades (4) ao contrário do FC Porto que só transformou duas falhando outras duas.

Foi um futebol muito insípido, lento, desajeitado e principalmente sem ideias o que os jogadores portistas apresentaram hoje frente a uma equipa modesta mas com muita vontade de fazer história.

Os "reforços" que no defeso o FC Porto foi buscar para tornar a equipa mais forte e equilibrada demonstraram a razão pela qual Jesualdo insiste em não lhes dar muitos minutos nas competições em que o FC Porto tem maiores ambições, a BL e CL. Alguns patentearam hoje uma tal falta de classe que surpreende como foram contratados.

Lino, Bolatti, Kazmierczak e Farías andaram completamente alheados do jogo e até Mariano Gonzalez voltou a decepcionar.

Depois de uma péssima primeira parte o Porto tentou resolver o encontro no 2ºtempo . Aos 53' Leandro Lima viu um remate ser desviado contra a trave pelo guarda-redes Pedro Duarte.
Aos 75' é Edgar que remata contra as pernas do guardião que cede canto. Aos 90' Lino não aproveita o facto de Pedro Duarte se encontrar fora da baliza. Falta de classe pura.

Nuno, Stepanov e Leandro Lima são os reforços, os outros podem sair já em Janeiro.

Lino e Mariano Gonzalez foram os jogadores portistas que falharam as penalidades, eliminando o Porto desta competição.

Humilhante!

3 comentários:

Wolverine23 disse...

Pelas minhas contas, Jesualdo ainda vai ter mais 2 cáries este ano...
Pois tal como no ano passado, Jesualdo vai expremer os melhores jogadores até ao tutano, e espero, ganhar o campeonato, pois não confia nos outros, porque se confiasse dava-lhes motivação, confiança e em jogos do campeonato dava-lhes uso a titular (a 1 ou 2) por jogo com os habituais, porque é assim que se ganha ritmo e entrosamento, não a lançar os suplentes todos ao mesmo tempo para um jogo a eliminar (que por si só já tem mais stress).
Definitivamente Jesualdo mostrou que não sabe gerir várias competições em simultaneo, e como o Treinador do FCP tem de saber, está mostrado que não serve para o cargo, porque com maior ou menor dificuldade, saber colocar 13/14 jogadores a jogar de domingo a domingo até eu sei :).
Começo a achar que Ibson numa (das poucas e não aconselhável vezes que falou) entrevista disse que Jesualdo apenas motiva e direciona a sua atenção para os titulares, que nem sequer fala com os outros, os resultados parecem confirmar esta hipotese, e se assim for tenho de dar a mão á palmatória porque assim mais vale ter um plantel só de 17 jogadores de campo, só para precaver lesões, poupava-se contratações e ordenados (bastante caros), enfim... mais um ano a levar-mos na cabeça por causa do Jesualdo...

www.zedobone.blogspot.com

Paulo Pereira disse...

É como dizes. Uma vergonha, daquelas bem humilhantes. Jesualdo já deveria, se fosse minimamente inteligente, estar prevenido depois do descalabro do ano passado contra o Atlético. Mas não. Resolveu mudar não 1, não 2, nem 3, mas quase toda a equipa. Rotação sim, mas não de uma forma totalmente desaconselhável, onde até o próprio sistema de jogo foi alterado. Mas k porra é esta? Parecemos um grupo circense itinerante, k leva a festa à provincia. É bom k amanhã, frente ao Boavista, o jogo corresponda por inteiro às expectativas, com nova vitória.

Quanto aos reforços, se a maioria rende aquilo, meu Deus, levamos uma valente banhada, novamente. Inacreditável é a forma como jogadores experientes, habituados à pressão, cederam como meninos do coro na altura dos penaltys, perante uns alegres rapazes da 2ª divisão.

Abraço,

Dragaopentacampeao disse...

Realmente não lembraria nem ao diabo proceder a tanta alteração ao mesmo tempo.

Ou Jesualdo não estava mesmo interessado em seguir em frente para se concentrar nas competições em que somos obrigados a ter um comportamento de equipa de topo ou não pesou bem o risco que corria.

Os reforços se não valem mais do que têm demonstrado então...