domingo, 28 de fevereiro de 2010

BYE, BYE PENTA!

FICHA DO JOGO

(Clicar no quadro para ampliar)

Um rude golpe nas aspirações, foi quanto conseguiu o FC Porto, na deslocação a Alvalade onde foi copiosamente batido, fruto de um autêntico «apagão» de toda a equipa, impotente para não sair vergada a tamanha humilhação.

Foi um jogo sem história, em que cedo se começou a desenhar o destino do encontro.

Completamente surpreendida e aturdida pela agressividade, atitude e dinâmica leonina, a turma portista entrou numa espiral de asneirada que lhe haviam de custar os golos e o domínio adversário.

Logo aos seis minutos, João Moutinho levou a melhor sobre Fucile na esquerda e cruzou para a área, com o corte incompleto de Rolando a possibilitar o remate certeiro de Yannick.

Só aos vinte e cinco minutos os azuis e brancos foram capazes de levar algum perigo à área do Sporting com Falcao a chegar ligeiramente atrasado a um cruzamento da esquerda de Varela.

Novo erro defensivo custou aos "dragões" o segundo golo mesmo em cima do intervalo, quando Bruno Alves cortou de cabeça e colocou a bola em Izmailov, que não se fez rogado e bateu Helton com um disparo de pé esquerdo.

Se a primeira parte começou mal e acabou da pior forma para os campeões nacionais, então o arranque da etapa complementar revelou-se um completo pesadelo. Decorria o segundo minuto quando Liedson apareceu solto de marcação no lado direito, com o seu remate cruzado a levar a bola a embater no poste e a proporcionar a recarga vitoriosa de Miguel Veloso, perante a inoperância dos defensores portistas.

O FC Porto nunca foi capaz de estabilizar o seu jogo, face a uma turma moralizada e empenhada.

Uma completa desilusão!


Com esta derrota o FC Porto fica não só arredado da luta pelo título como também hipoteca a possibilidade de alcançar o segundo lugar, ficando irremediavelmente impedido de participar na próxima edição da Champions League.

7 comentários:

Armando Pinto disse...

Mais uma vez se viu que esta equipa quando não marca um golo cedo, não consegue fazer um bom jogo. E então quando sofre um golo cedo, salvo raríssimas, muito raríssimas excepções, é um descalabro... Agora há que olhar o futuro, devendo começar a Direcção a planear o futuro - pois Pinto da Costa não pode vencer sempre, mas tem vencido a maior parte das vezes.
Custa perder, mais assim, depois de toda a maquiavélica campanha orquestrada pelo mundo da bola encornada... Contudo, o clube deveria pensar em todas as possibilidades legais ainda possíveis, ou o que ainda for possível.
De qualquer forma, não se pode vencer sempre, agora é custoso assim, mas enfim...
Apesar de tudo, ainda temos as duas taças, especialmente a Taça de Portugal, mas também a outra por ser contra quem é... E, além do mais, ainda falta depois receber no Dragão os mouros vermelhos, para nos vingarmos - pois se os de Braga (do mal, o menos...) se mantiverem, nós podemos tirar o campeonato aos tais gajos das campanhas...!

Anônimo disse...

Hoje o Sporting ganhou em campo e subjugou o FC Porto em toda a linha. E, de facto, hoje dissemos adeus ao título e ao ambicionado Penta. Será melhor, em definitivo, tirarmos o "cavalinho da chuva" no que respeita ao campeonato. Para não termos mais desilusões… Sim, porque este Porto é desconcertante: depois de uma exibição de gala, protagoniza uma exibição confrangedora, depois levanta-se e torna a cair. É estranho e incompreensível. A irregularidade, a falta de consistência de uma equipa talhada par altos voos, condiciona e inviabiliza os resultados que se esperavam. Em tempos de ataque serrado das hostes mouras, com "subtilezas" na escuridão dos túneis e obscuras manobras de bastidores, a equipa deveria responder com a determinação e classe a que nos habituou. Agora deveremos apontar baterias às outras competições em que estamos envolvidos; com serenidade e denodo, é imperioso que se ganhe aos milhafres a Taça da Irmandade Moura (não lhes podemos dar a oportunidade duma bicada venenosa…) e que se conquiste a Taça de Portugal. Para nós é dramático ver a próxima Liga dos Campeões fugir-nos por entre os dedos; ao menos que este ano vamos o mais longe possível. Por tudo isso e porque somos Dragões e apesar dos desaires: FORÇA PORTO!
Fernando Moreira - V. Real

dragao vila pouca disse...

Há perder e perder. Mesmo para um portista que cresceu a ver o F.C.Porto ganhar pouco, é difícil aguentar tanta desconcentração, tanta falta de atitude, tantas asneiras e tanta displicência, num jogo em que era preciso deixar tudo para conquistar os três pontos.

Montanha russa de desilusão.

Um abraço

The Blue One disse...

Caro Amigo, eu já tinha avisado desde o meio da Temporada anterior que este cenário poderia ser uma realidade caso o Dragão não mudasse o seu rumo e se reforçasse verdadeiramente e não para a Comissão.

Custa-me ver o Ulkra, Castro e Tengarinha a brilharem no Olhanenses e ter no Porto toscos como o Mariano, Guarin, Tomás Costa, "aleijados" como o Valeri que vieram para o "SPA" para recuperar e Prediger que veio substituir o cliente habitual do Mac Donald Bollati.

Foram muitos erros que agora custaram um Penta ao Dragão. Mas mesmo assim o FC Porto ainda pode ganhar a Taça de Portugal, ir bem longe na Liga dos Campeões onde não tem nada a perder e tudo a ganhar.

Deixei a Taça dos Treinos de lado porque aquilo é uma bruta de palhaçada para agradar ao Benfica. Se o FC Porto a ganhar que a atire ao Rio Tejo aquando da sua viagem de regresso ao Porto.

Vamos a ver quem ganha o campeonato. Eu quero que seja o Braga, não por causa da rivalidade nem pelo facto de haver muitos Benfiquistas que não sabem ganhar e muito menos perder (a estes dou o desprezo total), mas sim porque o Braga merece ver o seu esforço compensado apesar de uns certos "tipos" o terem tentado tramar ao suspenderem o seu Jogador Vandinho.

E o mais engraçado é que o Benfica vai ficar sem pilhas ainda antes do fim da temporada e ainda tem de receber o Braga, o Sporting e visitar o Dragão...

Perder o Penta não é o Fim do Mundo como muitos Parolos de Vermelho andam para ai a cantar pela Net fora. Vai servir para o Dragão renascer e voltar a ganhar mais 4 ou 5 Campeonatos seguidos sem falar nas Campanhas Europeias, sejam elas na Liga dos Campeões ou na Liga Europa. Lembrem-se do 1º ano de Mourinho.

Claro que a Era de Jesualdo terminou. Fez muito pelo FC Porto e estou-lhe agradecido, mas está na hora de sair... Está na hora de dar lugar ao Vilas Boas.

Cumprimentos e saudações Portistas!!!

Gaspar disse...

Um jogo triste, muito triste.
Não reagimos, não criámos situações de perigo, enfim, tudo de ma ali se viu..
Há que melhorar para tentar vencer o Arsenal novamente!

Dragaopentacampeao disse...

Sempre tive consciência das dificuldades que teríamos de enfrentar, face ao atraso considerável dos dois da frente, disfarçando, confesso, algum temor pela capitulação a cada jogo, atenuado é certo por resultados e exibições que a equipa, aqui e ali (Sporting para a Taça e Braga, na jornada anterior)ia desenvolvendo.

Foi ainda assim, com indescritível desilusão que assisti ao desmoronar do sonho, que lá bem no fundo o meu fervor clubista ainda alimentava.

Sem honra nem glória, são os termos exactos.

Inconcebível a forma de actuar dos nossos atletas, subjugados do primeiro ao último minuto, impotentes para esboçar que fosse qualquer tipo de reacção, deixando a nu uma catadupa de fragilidades que tem apoquentado a equipa na maioria dos jogos disputados esta época, com excepção para uma meia dúzia de exibições à campeão.

Incompreensível se atendermos às circunstâncias. O Porto vinha de um resultado gordo e uma exibição vistosa frente ao comandante do Campeonato, dando a ideia do reforço da sua candidatura ao título, enquanto o adversário, depois de batido copiosamente no Dragão para a Taça, tinha ainda contra si o esforço despendido a meio da semana na tarefa europeia.

Intolerante, pela displicência, pela falta de raça, de ambição e solidariedade, em resumo pela falta de estofo de campeão, numa altura em que era obrigatório responder no campo às provocações e injustiças de que o Clube tem sido alvo.

Estou na fossa!

ultrasfcportomatosinhos disse...

Bons amigos Portistas, não há muito para dizer o campeonato ficou mais longe sem dúvida, faltam apenas 27 pontos para serem disputados, e o lugar na tabela classificativa também é importante para a Champions, ou será que já não? Já sabemos que o 1º lugar está mais inacessível, e a jogar assim não vamos longe. Agora temos é que levantar a cabeça honrar os compromissos, porque nós os verdadeiros Portistas aqueles que tem um amor incondicional por o FCP nunca desistem, nunca atiram a toalha ao chão, e sabem porquê? Porque temos orgulho em ser tripeiros.
VIVA O FC PORTO...