sábado, 13 de fevereiro de 2010

NO MAR SE AFOGARAM ASPIRAÇÕES!

FICHA DO JOGO

(Clicar no quadro para ampliar)

Mais um passo em falso, colocou o FC Porto cada vez mais longe do título.

Os Dragões têm razões de queixa da arbitragem do inconfundível Bruno Paixão, que escamoteou um penalty claro sobre Ruben Micael, mas não ficam isentos de culpas pelo nulo no resultado face à desesperante ineficácia.

Os azuis e brancos exibiram-se positivamente perante um adversário aguerrido e pressionante, criando situações de golo mais que suficientes para sair do Mar com um resultado bem diferente.


Em vésperas de Carnaval, Silvestre Varela travestiu-se de Mariano, produzindo uma série de jogadas onde a hesitação e atrapalhação fizeram lembrar o argentino. Aos 64' desperdiçou uma soberana ocasião de abrir o activo, quando apareceu na cara de Diego e não teve a serenidade para o desfeitear.



Já antes Belluschi, aos 18' tivera nos pés o golo, mas enquadrado com a baliza fez a bola sair sobre a barra! Aos 58' fez mesmo a bola bater na barra. Estas talvez as mais soberanas de uma série de oportunidades desperdiçadas.





A falhar desta forma não há exibição que resista. A falta de sorte não explica tudo. Agora só um milagre poderá alterar o rumo dos acontecimentos.

Destaque para Helton, Miguel Lopes e Ruben Micael.

6 comentários:

Anônimo disse...

Eu gostava que o FCP, estudasse a possibilidade ( mesmo que na pratica não produzisse efeitos) de VETAR os arbitros : João Ferreira e Bruno Paixão.

Lucilio não vale a pena que é o seu ultimo ano.

Anônimo disse...

Paixão = roubalhão! A farsa continua! A onda vermelha de falcatruas avança! Viva a Mourilândia! É preciso alguém do Clube vir a terreiro dizer que isto é uma campanha orquestrada contra o FC Porto. Que um bando de f.p. quer entregar o título aos mouros! Digam-lhes que isto é uma roubalheira escandalosa e que se lixem os castigos que daí advierem... Haverá pior castigo do que ter que suportar isto calado?
F. Moreira – V. Real

dragao vila pouca disse...

O canto do Dragão.

Manda a cartilha de um bom portista nunca desistir e lutar até que matematicamente ainda seja possível, mas perante este quadro é difícil manter a chama.

O árbitro é gatuno? É, foi e será sempre, mas nós ontem tivemos 6"penaltis" a favor e não marcamos nenhum e aí, também temos muitas culpas no cartório. Era preciso, neste campeonato, um grande Porto e quando digo grande Porto, não me refiro só aos técnicos e jogadores, mas também aos dirigentes, que têm assistido, calados, a autênticos roubos que são perpetrados à frente dos seus olhos.

Há demasiado conformismo e isso não me agrada nada. Este Porto silêncioso não é o meu Porto.

Um abraço

Gaspar disse...

Se foi um mau jogo? Acho que não podemos considerar aquilo um mau jogo, apenas nos falto a eficácia, o que é importantíssimo num jogo de futebol, por razões mais que óbvios.
Há que melhorar pequenos pormenores.
O pénaltie não foi assinalado e devia, é certo, mas não podemos jogar e depois lamentar-mo-nos dizendo que se houvesse pénaltie ganhávamos. Não, temos de jogar para marcar 2,3,4 ou mesmo 5, e assim ganhamos, mesmo sem os pénalties.

Gaspar

Anônimo disse...

Não foi o "JOÃO", foi o "PAIXÃO"...

Anônimo disse...

O ex/arbitro José LEIRÓS no JN, considera que ficaram por marcar DUAS GRANDES PENALIDADES a favor do FCP (ambas sobre MICAEL).

Ainda bem pois já estava a pensar que estava senil e não conhecia as regras...