quarta-feira, 17 de março de 2010

O ECLETISMO - PARTE III

Entre as muitas modalidades que englobam o ecletismo do FC Porto, o Atletismo é uma das históricas secções do Clube, existente desde os primórdios, quase a par com o futebol. Surgiu exactamente no ano de 1906, sendo por isso das mais antigas em plena actividade. Foi mesmo modalidade pioneira no Norte do país.

A organização de festivais com provas de atletismo, entre outras, no Campo da Rainha, devem-se particularmente ao empenho de Eduardo Dumond-Vilares, Dr. Antunes Lemos, Adolfo Pimentel, Júlio de Lencastre, Guilherme Pacheco e do Comandante Ochôa.

Corrida com barreiras, no Campo da Rainha, num dos primeiros festivais de atletismo

Rezam as crónicas que o primeiro atleta portista foi Dumont-Vilares que conseguiu o feito de saltar em altura a marca de 1,55m, em 1907.

Nesses primeiros tempos, na chamada fase embrionária, apareceram bons praticantes, alguns dos quais, como já referi noutras ocasiões, acumulando várias disciplinas do atletismo bem como outras modalidades e até com o lugar de dirigentes. Dumont-Vilares, Ivo Cid Lemos, Roberto Machado, Camilo Moniz, Alexandre Cal e John Bessa, entre outros, são exemplos disso mesmo.

Só em 1921 foi criada a Federação Portuguesa de Sports Atléticos, antecessora da actual Federação Portuguesa de Atletismo, que em1924 fez instalar a sua Delegação do Norte, na cidade do Porto.

Os títulos nacionais começaram então a surgir, primei
ro espaçadamente, depois com maior frequência, face ao aparecimento dos equipamentos e estruturas adequadas. Relembro por exemplo, que a inauguração da pista de cinzas do Estádio das Antas aconteceu no ano de 1952 uns meses mais tarde da inauguração do Estádio.

OS PRIMEIROS CAMPEÕES NACIONAIS

Alfredo Carvalho foi campeão nacional dos 110 metros/barreiras, em 1926;

Acácio Mesquita, para além de um excelente futebolista foi também um praticante de atletismo de raras qualidades. Foi campeão nacional e recordista, com evidência no triplo salto, em 1928 com a marca de 13,43 metros. Voltou a ser campeão nacional desta categoria no ano seguinte;

Arnaldo Borges
foi campeão nacional do salto com vara, em 1936, com a marca de 5,22 metros, vencendo a dificuldade de não haver nessa altura colchão para amortecer a queda!;

Albino Silva
, campeão nacional nos 10.000 metros, em 1938;

O FC Porto sagrou-se finalmente campeão nacional de atletismo em 1952, no estádio do Lima, tendo o Clube obtido 14 títulos individuais:

Carlos Vieira, nos 100 e 200 metros;
Ângelo Ferreira, nos 400, 800 e 1.500 metros;
João Teixeira
, nos 5.000 metros;
António Martins, nos 10.000 metros;
Fernando Romero
, nos 110 e 400 metros;
Fernando Perdigão, no salto em altura;
António Tender , no lançamento do peso e do disco;
O quarteto formado por Henrique Meneses, Mário Almeida, Fernando Romero e Carlos Vieira, nos 4x100 metros.

Na imagem a corrida dos 4x400 metros, vencida pelo quarteto portista que contribuiu para o título nacional de Clubes de 1952.

OUTROS CAMPEÕES - MASCULINOS

(Clicar nos quadros para ampliar)

Na imagem, da esquerda para a direita: José Regalo e Nuno Fernandes


CAMPEÃS FEMININOS

(Clicar nos quadros para ampliar)

Na imagem da esquerda para a direita: Aurora Cunha, Elsa Amaral e Fernanda Ribeiro

As campeãs Aurora Cunha e Fernanda Ribeiro (dois dos nomes mais sonantes do Atletismo portista e nacional) mereceram destaque neste blogue, que podem consultar ou relembrar clicando nos seus nomes.

O Atletismo é um desporto muito rico em disciplinas, quer ao ar livre como em pista coberta. O FC Porto dedicou-se a mais umas quantas com êxito sendo o rol de vencedores tão extenso que tornaria certamente fastidioso enumera-los neste espaço.

Fica um realce muito especial para as medalhas de ouro de Aurora Cunha nos Campeonatos do Mundo de Estrada de 1984/85 e 86 e na Taça do Mundo de Pista em 1985; de Fernanda Ribeiro no Campeonato do Mundo de Pista, em 1985, no Campeonato da Europa de Pista Coberta de 1996 e nos XXIII Jogos Olímpicos de Atlanta, em Agosto de 1996, nos 10.000 metros; além de mais algumas medalhas de prata e bronze destas duas atletas e outros em várias categorias; a medalha de Bronze conquistada por Nuno Fernandes, no Salto à Vara, nas Universíadas de 1995

Fontes: Revista Dragões; Fotobiografia de Rui Guedes; O Ecletismo, de Alfredo Barbosa e Blogue Lôngara - Actividade Literária do amigo Armando Pinto

4 comentários:

Dragão Azul Forte disse...

Excelente post que bem demonstra o ecletismo do nosso grande Clube. E que lindas ficam com as cores do FC Porto as nossas meninas Aurora, Elsa e Fernanda.
Um abraço aos amigos R. Anjos e Armando Pinto.
F. Moreira - VR

dragao vila pouca disse...

Meus Deus, nós nem nos apercebemos de tantas vitórias, da nossa verdadeira grandeza...

Este ano, como excepção à regra, é o futebol a destoar. As outras modalidades estão muito bem.

Um abraço

Anônimo disse...

Uma "funcionária" loura e bonitinha

do Reflexão Portista merece ser lido.

Armando Pinto disse...

Um abraço de parabéns ao amigo Rui Anjos e aos amigos que normalmente andam atentos a tudo o seja relacionado com o nosso F C Porto, como o Vila Pouca e o F. Moreira.
Gostei. E quando for necessário algo mais, já sabe...
Abraço
Armando Pinto
http://www.longara.blogspot.com/