sábado, 13 de março de 2010

POR ONDE ANDAS TETRACAMPEÃO?

FICHA DO JOGO

(Clicar no quadro para ampliar)

Confirmou-se no jogo de hoje o mau momento do FC Porto. Venceu mas não convenceu.

Voltou a vir ao de cima o abaixamento de forma de jogadores nucleares da equipa e a falta de classe de outros. Praticando um futebol aos repelões, sem ligação, com muitas perdas de bola, passes transviados, alguns para o adversário em locais e situações comprometedoras, o desafio transformou-se num suplicio para quem o presenciou. Mau de mais para ser verdade. Nem discernimento houve para apontar uma grande penalidade!

Os estudantes, como se esperava, organizaram-se bem na defesa, não dando espaços, aqui e ali abusando da rispidez, provocando muitas paragens no jogo. Foram os primeiros a marcar num lance de grande penalidade muito forçada, lançando a intranquilidade e ansiedade nos jogadores portistas.

O FC Porto sem jogar bem lá foi tentando chegar ao golo que acabaria por chegar por Bruno Alves, três minutos depois.

Só a quatro minutos do fim Rodríguez foi capaz de desfazer o empate, num belo remate da esquerda que fez a bola passar entre o poste e o guarda-redes, numa das raras jogadas de bom recorte técnico, garantindo a vitória.

Uma exibição paupérrima de que se aproveita pouco mais que o resultado. Do mal o menos!

A jogar desta maneira este ano ficamo-nos pela Supertaça, ganha em boa altura!

3 comentários:

dragao vila pouca disse...

Ainda há carácter...

Acho que nenhum portista esperava que, como por encanto ou por magia e depois do passado recente de tantas desilusões e frustrações que deixam marcas profundas, em que disse adeus aos seus dois principais objectivos, a equipa azul e branca deslumbrasse, arrancasse uma exibição do outro mundo e ganhasse à vontade em Coimbra. Não, não acredito, mas acho que todos os Dragões esperavam, exigiam, melhor dizendo, que os profissionais portistas reagissem, lutassem, tivessem atitude e mostrassem que ainda têm carácter, para que o resto da época não fosse uma triste e penosa caminhada, sabe-se lá com que consequências. Ontem, frente a uma Académica difícil, o conjunto de Jesualdo jogou mal, às vezes muito mal, esteve trapalhão, intranquilo, sem confiança, mas trabalhou, lutou, acreditou, virou o resultado e ganhou. Quando é assim, nada a dizer e nas actuais circunstâncias, apenas desejar que esta vitória arrancada a ferros, ajude a recuperar alguma auto-estima, a dar moral moral e fazer acreditar que ainda podemos fazer uma parte final de temporada mais de acordo com os pergaminhos de um Tetracampeão.

Um abraço

Gaspar disse...

Foi uma vitória sofrida é certo, mas pelo menos já vencemos. Temos de trabalhar para arrancarmos um bom resultado na final da Taça da Liga, que é já no domingo.

Anônimo disse...

Já leram no semanário GrandePorto as noticias sobre o FCP ?

Nortenho e portuense que se prese lê o GrandePorto.